Buscar

Sair de um relacionamento abusivo é desafiador, mas é totalmente possível.

Atualizado: Nov 1

O que é abuso emocional?


O abuso emocional é um padrão de comportamento no qual o perpetrador insulta, humilha e geralmente instila o medo no indivíduo para controlá-lo. A realidade do indivíduo pode ser distorcida à medida que ele internaliza o abuso como suas próprias falhas.


A pesquisa sugere que entre 50 e 80% dos adultos podem sofrer abuso emocional durante a vida, embora o conceito seja difícil de medir com segurança. O abuso emocional é considerado uma experiência adversa na infância, vivenciada por 11% das crianças, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças.


Uma ocorrência isolada não se qualifica necessariamente como abuso emocional, mas um padrão de comportamento normalmente sim. Esses maus-tratos podem ocorrer em uma variedade de contextos interpessoais, incluindo relacionamento parental, relacionamento romântico ou relacionamento profissional.


Pessoas que sofrem abuso emocional podem ter dificuldades de curto prazo, como confusão, medo, dificuldade de concentração e baixa confiança, bem como pesadelos, dores e coração disparado. As repercussões em longo prazo podem incluir ansiedade, dor crônica, insônia e retraimento social.


Sair de um relacionamento abusivo é desafiador, mas totalmente possível. As vítimas devem reconhecer que raciocinar com o agressor não é eficaz e que o indivíduo provavelmente nunca mudará. Para começar a curar, os especialistas aconselham aqueles que estão deixando um relacionamento emocionalmente abusivo a buscarem o apoio de seu círculo social e um terapeuta, se necessário.


Quais são os sinais de alerta de abuso emocional?

Os perpetradores de abuso emocional sempre criticam, envergonham e humilham a fim de obter controle e poder em um relacionamento. Eles podem gritar com a vítima, xingá-la ou fazer acusações infundadas contra ela. Eles podem atuar ciúmes possessivos, monitorando o paradeiro e a comunicação da pessoa verificando seu telefone.


Um abusador emocional pode levar sua vítima a acreditar que sua infelicidade é culpa sua. E muitas vezes procuram isolar sua vítima de amigos e familiares, para evitar que a pessoa tenha uma verificação da realidade ou uma perspectiva mais ampla.


Os abusadores costumam ser manipuladores habilidosos, portanto, aqueles que sofrem abuso podem não reconhecer os padrões prejudiciais.


Esses padrões ocorrem de forma consistente e frequentemente cedem apenas quando a vítima entende o comportamento manipulador do parceiro e ameaça ir embora. (Se a vítima decidir manter o relacionamento, o abuso acabará por recomeçar.)


O abuso emocional e o abuso físico às vezes ocorrem simultaneamente, mas nem sempre.


O abuso emocional, no entanto, muitas vezes precede o abuso físico, que só começa depois que as táticas de ataque emocional do perpetrador deixam de controlar o comportamento da pessoa.

Junte-se à minha lista de e-mail com mais de 40mil pessoas e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Garanta sua certificação fundamentada no rigor excelência da International Society for Emotional Intelligence na Imersão QEi9, o mais completo programa de Inteligência Emocional que já impactou mais de 9.000 alunos.


Evento Presencial São Paulo - Dias 21 e 22 de Novembro - Clique aqui

Imersão Online ( 1 ano de acesso ) - Clique aqui


0 visualização